Clima mantém sojicultores em alerta

Segundo o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada  (Cepea), as chuvas têm beneficiado o cultivo nas diferentes regiões produtoras, mas também já tem resultado em aparecimento de doenças. Em São Paulo, o semeio está na reta final, enquanto na Mogiana produtores passam dos 50% do total da área a ser cultivada. No Paraná, chuvas frequentes e o tempo encoberto têm resultado no desenvolvimento de doenças. No Rio Grande do Sul e Santa Catarina, o excesso de umidade tem impedido os trabalhos de preparação do solo e semeadura.

Em Mato Grosso, o Instituto Matro-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) indica que já foi semeado 61% da área de soja. Os produtores do norte do estado estão preocupados com o possível ataque de lagartas. Já em Mato Grosso do Sul, baixa umidade fez com que produtores interrompessem os trabalhos. Em Minas Gerais, o plantio está atrasado, devido ao solo seco.

Fonte: Canal Rural

Fonte: SXC/Divulgação

Fonte: SXC/Divulgação

Deixar um Comentário

Seu endereço de email não será publicado.